Mitos do líder #1: “Quando o gato sai, os ratos fazem a festa”

Quem tem o seu próprio negócio, é dirigente de uma empresa ou está na posição de um líder provavelmente já sentiu que com sua presença as coisas parecem andar melhor. É possível que inclusive concorde com o ditado popular que diz que “quando o gato sai, os ratos fazem a festa”.

E se você concorda, é provável que a sua liderança não esteja indo tão bem quanto pensa… Reflita:

  • Você, na posição de chefe, já teve que resolver de última hora problemas pequenos que os colaboradores não deram conta de executar?
  • Se sente sobrecarregado, estressado, e com muitas tarefas para realizar simplesmente porque não pode delegá-las a mais ninguém?

Esses são alguns dos sinais que demonstram que o líder está falhando em, pelo menos, uma de suas atribuições, que é a de manter a equipe integrada e motivada em atingir os objetivos coletivos. Uma liderança de sucesso é medida pelo desempenho da equipe quando o líder não está presente.

Gatos e gatos

lider-mais-lideranca-ratos-fazem-a-festa-gatos-e-gatos

A chave para desvendar esse mito está nas próprias palavras do ditado. Perceba que líderes e liderados são colocados em categorias diferentes: gatos e ratos. É como se não pertencessem ao mesmo grupo e não trabalhassem juntos pelos mesmos objetivos.  

Foi-se o tempo em que a figura daquele chefe com postura de vigilância, imposição e cobrança surtia efeito nos funcionários – se é que algum dia isso funcionou.

Hoje sabemos que a confiança é a um dos pilares da liderança. Somente quando líder e liderado se consideram parceiros e não há uma relação de superioridade entre eles é que um pode contar 100% com o outro.

Agregando valor

lider-mais-lideranca-ratos-fazem-a-festa-valor

Além de confiar, o bom líder entende que o colaborador não está ali somente para crescer com a empresa mas também – e principalmente – atingir seus objetivos pessoais. Por isso, pelo bem do negócio e pela felicidade daqueles com quem trabalha, o bom líder não só estimula o autodesenvolvimento como também o incentiva, inclusive para que o líder eventualmente seja substituído quando não precisar se ausentar.

Assim, o líder assume uma postura madura de quem sabe que ao compartilhar o seu conhecimento, também aprende e agrega valor para si e para a organização.

Por que sim não é resposta

lider-mais-lideranca-ratos-fazem-a-festa-equipe cópia

Na prática, uma relação de trabalho nesses termos envolve comunicação transparente e horizontal. Ao delegar as tarefas, o líder precisa justificar a importância daquela atividade para o colaborador. Entender a relevância do trabalho estimula a motivação, o que facilita a execução.

E já que estamos falando de comunicação, cabe lembrar que ela também se refere ao trabalho de cada um a médio prazo. Quer dizer, saber dar feedback para os colaboradores é tão importante para o sucesso da empresa quanto para manter a relação de confiança e a integração da equipe. E não se esqueça de que o líder também precisa de retorno dos colegas sobre o seu desempenho.

O resultado para quem adota essa postura é uma equipe motivada, que entende a sua importância dentro da organização e entrega resultados com ou sem a presença do seu superior. Tudo aquilo que um líder deseja.

Se você já aplica esses princípios, conte-nos nos comentários como está a harmonia da equipe e do ambiente de trabalho.